quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

Romeu


(photo by me)


Uma noite destas encontrei isto no Bairro Alto.

E pus-me a pensar.

Há pessoas a quem dava jeito uma prótese de coração... talvez o plástico fosse melhor do que a rocha.

Ao menos o plástico derrete.

4 comentários:

joana padrel disse...

Gosto muito das tua forma de fotografar as emoções. Ele há de tudo.
Quem me dera um coração de rocha.

Nezzi disse...

A rocha nao derrete mas sofre erosão com a água...
Já dizia o povinho

um cigarro. disse...

sim, a pedra também não dura para sempre. e há ditados e provérbios que comprovam.

(todos nós percebemos a metáfora, apenas gostamos de complicar).

deixa, não há corações de pedra. apenas há pessoas muito (!) sensíveis que acabam por se tornar as mais cruéis, apenas para se defenderem.


*

chinfrim disse...

Eu continuo a acreditar que há sempre uma maneira ou outra de chegar até eles, sejam de pedra ou de plástico ou de papel. Mas é preciso sondar antes e ter muita paciência. E é preciso querer.