terça-feira, 22 de janeiro de 2013

sair da armadilha

Ler de empreitada 80 páginas A4 num trémulo ecrã de computador era algo de inédito na minha pessoa, mas foi o que me aconteceu hoje, quando finalmente me decidi a olhar para o relatório Conhecer a Dívida para Sair da Armadilha, um documento de 130 páginas sobre a famosa "dívida pública". 

Este relatório, não só está bem escrito, apesar de algumas gralhas que a minha profissão não permite ignorar, e apesar de alguns capítulos mais técnicos (que deram luta a alguém "de letras"), como explica uma série de conceitos fundamentais para que não nos deixemos levar pelo discurso dos porcos na televisão. Permitam-me a referência Orwelliana, insultuosa que seja, já que o blog é meu.

Este documento tem uma componente verdadeiramente didática, já que ensina uma série de coisas sobre Economia - de onde vem a dívida, em que consiste, há quanto tempo existe e para onde vai, qual a diferença entre a dívida e o défice e de que forma estes dois conceitos estão relacionados, etc etc. 

Mas desempenha ainda uma importante função de denúncia relativamente ao estado lastimável em que se encontra o nosso país, a nível de corrupção, tráfico de influências, abusos de poder... no fundo, a enorme promiscuidade que se faz sentir entre políticos e administradores de empresas privadas, sendo o aparelho de Estado apresentado como aquilo que realmente é: um autêntico bordel, gerido com o aval do nosso sistema Judicial que, ainda que estrebuche, não tem capacidade para decapitar a besta.

Por tudo isto, tornou-se obrigatória esta referência no meu cantinho, para que vós, caríssimos e escassos leitores, não percam a verdadeira aventura que é descobrir a verdade sobre o nosso Portugal. Garanto-vos momentos de exaltação, assombro, eu diria até unhas roídas até ao sabugo e no final uma valente dor de cabeça. 

Mas já que estamos num país de indignados, em que moças de Cascais que querem "'mamála" e cães assassinos preenchem o nosso prime-time, indignem-se, desafio-vos eu, com algo à séria, com algo à Homem... indignem-se com isto.


1 comentário:

joana padrel disse...

Aterrador, os vampiros das ppps.

Alguém devia fazer um filme disto e passá-lo em horário nobre na rtp1.

Podes começar a escrever o guião!